LETRAS

O HOMEM DE BEM
Redes do capital 
$enhores da moral 
Cruzadas contra o mal 
O ódio crucial 

Manter-se no poder 
Pregar e fazer crer 
Coagir, enfraquecer 
Enganar e ofender 

Redes do capital 
$enhores da moral 
Cruzadas contra o mal 
O ódio crucial 

Ouvir, obedecer 
Humilhar, se envaidecer 
Ter medo de perder 
Rezar e agradecer 

Vão 
Perder a humanidade 
Esquecer a compaixão 
Distorcer toda a verdade 
Em busca de salvação 

Redes do capital 
$enhores da moral 
Cruzadas contra o mal 
O ódio crucial 

EGO
Orgulho e vaidade 
A vida de aparências 
Amar virtudes, o espelho. 

Mostrar ser mais e melhor 
O que eu sou? O que o outro vê. 
Viver em comparação. 

Eu, 
acima. 
Eu, 
vencedor. 

$enhor no inferno a escravo no céu. 
O oprimido se torna opressor. 
Mostrar toda a influência. 

Vaidade e individuação! 
Compaixão é fraqueza. 
As leis da autoestima. 

Eu, 
o senhor 
da vitória 
ou da 
miséria.


EXISTIMOS


Existimos! 

Cada vez que me levanto, 
Penso no dia que vou ter. 
Penso nas pessoas 
E o que elas fizeram para nos foder. 
Tiraram o direito de morar, 
Tiraram o direito de viver, 
Nos dão uma razão para lutar, 
Mas não nos dão chance de vencer. 
Já lucravam com a nossa exploração 
Durante anos ignorados 
Aprendemos a viver com a omissão 
De um estado nos tira e nunca dá. 
E assim prossegue nossa vida, 
Sem caminhos a seguir. 
Sem escolhas para ser feliz 
Mas acredito que pagarão 
Da mesma forma que nossos filhos crescem com os pés no chão 
Somos separados apenas por uma decisão. 
Quando morar é um privilégio 
Ocupar é um direito 
Resgatar o que nos foi tirado 
Ter, enfim, o que nos foi negado 
Vão querer nos esquecer 
Mas nunca conseguirão 
Vão tentar 
Mas nunca conseguirão 
Não 
Não nos renderemos mesmo com toda opressão 
Não 
E no final 
Valores não se perdem mesmo com destruição 
Não 
Destroem Nossos lares, mas não nossa união. 
Não 
Vão querer nos esquecer 
Vão tentar 
Mas nunca conseguirão.

SUA JUSTIÇA


Ela 

propunha 
vingança 
Chamava: sua justiça 
Fazer pagar 
para tentar 
evitar 
mais sofrimento 
Não se renderia 
Quando você perde, 
Quando te humilham, 
Quando te abusam, 
Mudam você. 
(Cada cabeça abaixada) 
Deve resistir 
(Cada voz silenciada) 
Deve se fazer ouvir 
(Até que o mundo mude) 
Devem se unir 
(Dinheiro e poder) 
Não cor-rom-perão 
Não trarão 
De volta sua paz 
Mas ela propunha 
que 
ninguém 
mais 
sofresse 
Para curar / sua mente 
Teria que / curar seu coração 
Todos os que perderam 
Todos os humilhados 
Todos os que sofreram 
Todos os que foram roubados 
Teriam a esperança 
Que nenhum pai se vendesse 
Nenhuma mãe chorasse 
E que nenhum irmão se perdesse


TOTALITARISMO SOCIAL


Frases feitas 
Opiniões sem franqueza 
Visões turvas 
Determinando ao que seguir (2x) 

Criticando e apontando 
São fiscais do proceder 
Sem nenhum embasamento 
Os juízes vão dizer: 

"Eu odeio 
Você não pode... 
Se diverge 
Está errado!" (2x) 

Criticando e apontando 
São fiscais do proceder 
Sem nenhum embasamento 
Os juízes vão dizer:



HOSTIL


Quando 

Relações são superficiais 
Escolho sentir 

Se nos querem viciados 
Mantenho a lucidez 

A felicidade vem da ignorância 
Escolho a desilusão 

Quando a vida vem de coisas palpáveis 
Escolho estar morto 

Morto 
Fiel a mim mesmo 
Morto, sendo honesto 
Já mentimos, traimos demais 
Roubamos a nossos próprios irmãos 
Que talvez, tenham feito o mesmo 
Nos deixamos levar 
Por uma onda 
Em uma zona cômoda 
Na qual estivemos sedados 

Para não percebermos 
O que estávamos fazendo 

Escolho estar morto 
Morrer e não apodrecer 

De cabeça erguida 
Morrer e não apodrecer 

E sentindo eu vou morrer. 

Quando a presença 
Se resume a existir 
Não quero apenas 
Sobreviver 

A vida (Inimigo) 
É mais (Contrário) 
Que o (Ofensivo) 
Coração Batendo (Hostil).



GUERRAS INFUNDADAS



Não passarão 

Não tolerarão 
Não escutarão 
Não perdoarão (3x) 

Ódio 
Intolerância camuflada 
Ódio 
Gera guerras infundadas 
Ódio 
Efeitos extremistas 
Ódio 
Devasta e não constrói 
Você 
Não vê? 
Que julga? 
Exclui? 
Acredita 
Nas mentiras que conta pra si mesmo.


LAGO DE ALMAS


Lutem até o fim 

Junto a vocês resistiremos 
Vamos partilhar o sangue 
Até a última gota 
Vamos honrar nossas raízes 
Alagar nossas vidas é a saída? 
Ainda assim iremos lutar 
Aqui ninguém vai recuar 

Não irão silenciar as vozes de milhões 
Por mais energia que possam gerar 

Enfia Belo Monte no cu


ORIGEM DA QUEDA



"Bendito seja"
O tormento que nos aflige
É a base de toda 
uma estrutura milenar.
Pelo domínio teológico:

Cego meus olhos
Perco o discernimento
Anulo meus desejos

Negação
Insurreição
Salvação

Ore por piedade
Ore pelo por ter 
nascido

Como é...
Livre
O pecado de fazer escolhas, 
o pecado de ser o que é


Nenhum comentário:

Postar um comentário